Subscribe:

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

A DESOBEDIÊNCIA MATA...



                                                       A DESOBEDIÊNCIA MATA...

No Evangelho de Marcos 13.3 a 12, estando Jesus assentado no monte das Oliveiras, defronte do templo, Pedro, e Tiago, e João, e André lhe perguntaram em particular: Dize-nos quando serão essas coisas e que sinal haverá quando todas as coisas estiverem para se cumprir.  E Jesus, respondendo-lhes, começou a dizer: Olhai que ninguém vos engane, mas importa que o Evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações: O irmão entregará à morte o irmão, e o pai, o filho; e levantar-se-ão os filhos contra os pais e os farão morrer.
            Essa é uma das maiores evidências que estamos vivendo os últimos tempos, a palavra do Senhor está se cumprindo, todas essas coisas estão acontecendo, nos dias de hoje não há mais respeito no seio familiar, mas nós precisamos estar atento a tudo isso, buscar fazer a vontade do Deus Pai, para não sermos surpreendidos no grande e terrível dia do Senhor, na vinda do Mestre para arrebatar os seus escolhidos.
            Necessitamos aprender primeiramente a exercer piedade para a nossa própria família, a recompensar nossos pais, porque isto é bom e agradável diante de Deus. Mas se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, é pior do que o infiel (I Timóteo 5.4, 8). 
O próprio Deus, no livro dos Salmos, declara que os nossos filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas nas mãos do valente, assim são os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava. E compara a mulher como a videira ao lado da tua casa, e os filhos como plantas de oliveira a roda da tua mesa. Assim, será abençoado o homem que teme ao Senhor.
O Senhor exorta também o comportamento dos nossos filhos, quando são sábios, isto é obediente à palavra de Deus e a seus pais, e quando se dedicam a viver a loucura do mundo, os quais o Senhor repreende dizendo: O filho sábio alegra a seu pai, mas o filho louco é a tristeza de sua mãe,  o filho sábio ouve a correção do pai, mas o escarnecedor não ouve a repreensão.
O filho sábio alegrará a seu pai, mas o insensato despreza a sua mãe.  O filho desatinado é a tristeza para o seu pai, e amargura para quem o deu a luz.
E ao final da exortação o Senhor aconselha ao filho: Ouve a teu pai, que te gerou, e não desprezes a tua mãe, quando vier a envelhecer.
AS LOUCURAS DOS FILHOS DO SACERDOTE ELI
A palavra do Senhor relata alguns exemplos e testemunhos de filhos de alguns homens de Deus, registrados no Antigo Testamento, os quais, pela desobediência e loucura, acabaram por perecer pelas mãos fortes do Senhor, porque Deus é infinitamente misericordioso, maravilhoso, mas não tolera desobediência, e não toma o culpado por inocente, porque é um Deus de equidade e justiça.
A palavra afirma que os filhos do sacerdote Eli não conheciam a Deus, e era muito grande o pecado deles, porquanto desprezam os mandamentos do Senhor, e mesmo depois de séria advertência, ainda continuavam fazendo o que era desagradável aos olhos do Senhor, pecando e fazendo pecar o povo de Israel.
A palavra veio no livro de I Samuel 2.22 a 4.18, e relata que era, porém, Eli já muito velho e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel e de como se deitavam com as mulheres que em bandos se ajuntavam à porta da tenda da congregação.
E disse Eli a seus filhos: Por que fazeis tais coisas? Porque ouço de todo este povo os vossos malefícios. Não, filhos meus, porque não é boa fama esta que ouço; fazeis transgredir o povo do SENHOR.
Pecando homem contra homem, os juízes o julgarão; pecando, porém, o homem contra o Senhor, quem intercederá por ele? Mas não ouviram a voz de seu pai, porque o Senhor os queria matar.
E, veio um homem de Deus a Eli e disse-lhe: Assim diz o Senhor: Não me manifestei, na verdade, à casa de teu pai, estando os israelitas ainda no Egito, na casa de Faraó? E eu o escolhi dentre todas as tribos de Israel para sacerdote, para oferecer sobre o meu altar.  Por que dais coices contra o sacrifício e contra a minha oferta de manjares, que ordenei na minha morada, e honras a teus filhos mais do que a mim? 
Portanto, diz o Senhor, Deus de Israel: Na verdade, tinha dito eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém, agora, diz o Senhor: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram honrarei, porém os que me desprezam serão desonrado. E isto te será por sinal, a saber, o que sobrevirá a teus dois filhos, a Hofni e a Finéias: que ambos morrerão no mesmo dia.
Então, veio o Senhor, e ali esteve, e chamou como das outras vezes: Samuel, Samuel. E disse Samuel: Fala, porque o teu servo ouve.  E disse o Senhor a Samuel: Eis aqui vou eu a fazer uma coisa em Israel, a qual todo o que ouvir lhe tinirão ambas as orelhas.
Naquele mesmo dia, suscitarei contra Eli tudo quanto tenho falado contra a sua casa; começá-lo-ei e acabá-lo-ei. Porque já eu lhe fiz saber que julgarei a sua casa para sempre, pela iniqüidade que ele bem conhecia, porque, fazendo-se os seus filhos execráveis, não os repreendeu.
Então, Samuel lhe contou todas aquelas palavras e nada lhe encobriu. E disse ele: O Senhor; faça o que bem parecer aos seus olhos.
E já no campo de batalha, veio um homem a Eli e disse-lhe: Eu sou o que venho da batalha, porque eu fugi, hoje, da batalha. E disse ele: Que coisa sucedeu filho meu?    Então, respondeu o que trazia as novas e disse: Israel fugiu de diante dos filisteus, e houve também grande destroço entre o povo; e, além disso, também teus dois filhos, Hofni e Finéias, morreram, e a arca de Deus é tomada.
E sucedeu que, fazendo ele menção da arca de Deus, Eli caiu da cadeira para trás, da banda da porta, e quebrou-se lhe o pescoço, e morreu.
A DESOBEDIÊNCIA E MORTE DOS FILHOS DE JÓ
No livro de Jó 1.1 a 21, assim diz a palavra do Senhor: Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e este era homem sincero, reto e temente a Deus; e desviava-se do mal. E nasceram-lhe sete filhos e três filhas.  E iam seus filhos e faziam banquetes em casa de cada um no seu dia; e enviavam e convidavam as suas três irmãs a comerem e beberem com eles.
Sucedia, pois, que, tendo decorrido o turno de dias de seus banquetes, enviava Jó, e os santificava, e se levantava de madrugada, e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles; porque dizia Jó: Porventura, pecaram meus filhos e blasfemaram de Deus no seu coração. Assim o fazia Jó continuamente.
Estando ainda este falando veio outro e disse: Estando teus filhos e tuas filhas comendo e bebendo vinho, em casa de seu irmão primogênito,
Eis que um grande vento sobreveio dalém do deserto, e deu nos quatro cantos da casa, a qual caiu sobre os jovens, e morreram; e só eu escapei, para te trazer a nova.
Então, Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e raspou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou, e disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o Senhor o deu e o Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor.
Os filhos de Jó andavam na desobediência, em festas onde abundava a comida e bebida. Buscavam o prazer nas coisas desta vida, no entanto não se aproximavam e nem desejavam compromisso com o Senhor.
E, Jó pelo seu temor ao Senhor, de contínuo sacrificava a Deus nas madrugadas, pelos pecados de cada um dos seus filhos. Mas Jó sabia também que, Deus não tem o culpado por inocente, e por essa razão temia o que poderia acontecer com os seus filhos, pelas mãos do Senhor. E quando conheceu tudo se havia consumado, ele disse:
Por que o que eu temia me veio, e o que receava me aconteceu.
EXORTAÇÃO DO SENHOR À FAMÍLIA CRISTÃ
Na carta de Paulo aos Efésios 6.1 a 4, a palavra exorta sobre a convivência familiar, à obediência dos filhos e o respeito dos pais veja: Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa, para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra, E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.  E não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo.
O Senhor admoesta que, se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque que filho há a quem o pai não corrija? Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois, então, bastardos e não filhos.  Além do que, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos?
O Senhor ainda nos aconselha dizendo: Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, quando envelhecer, não se desviará dele.
Amados, esse caminho tem nome, esse caminho é Jesus, porque Ele mesmo declarou: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida, e ninguém vem ao Pai, se não por mim.  Porque, desde a tua meninice, sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.
BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR. EDSON CAVALCANTE 

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.