Subscribe:

domingo, 21 de outubro de 2012

ESTUDO SOBRE AIDS E O CÂNCER...


ESTUDO SOBRE AIDS E O CÂNCER...
Doenças como Aids e câncer, são causadas por Satanás?
A primeira coisa que devemos saber é que nenhuma doença vem de Deus. Ele é o autor só de coisas boas. Tudo aquilo que nos faz sofrer vem da mente do inimigo de Deus que quer fazer sofrer o povo do Senhor.
Mas Deus é poderoso. Foi poderoso para criar e é poderoso para recriar. Portanto, a nossa confiança tem que estar depositada nEle porque até os médicos e os remédios são apenas instrumentos nas mãos do Deus todo poderoso.
Você já ouviu falar dos milagres divinos que Jesus operou quando esteve nesta terra? Pois bem, esse Jesus continua vivo e pode operar os mesmos milagres através do Seu espírito hoje.
Mas é preciso entender que o milagre divino pode acontecer no seu corpo ou no seu coração. Se Jesus quiser e achar que é o melhor para você, curará no seu corpo, mas se na Sua infinita sabedoria Ele tiver outros planos, operará o milagre no seu coração de modo que você não sentirá mais medo de nada.
Devemos confiar em Deus. Quando nossa confiança estiver depositada nEle, passaremos a olhar com certeza as circunstâncias de nossa própria vida, de outra perspectiva.
Uma excelente medicina preventiva é seguir o plano de Deus. A Bíblia diz em Êxodo 15:26 “Dizendo: Se ouvires atentamente a voz do Senhor teu Deus, e fizeres o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, sobre ti não enviarei nenhuma das enfermidades que enviei sobre os egípcios; porque eu sou o Senhor que te sara.”
A adoração a Deus livra-nos de doenças. A Bíblia diz em Êxodo 23:25 “Servireis, pois, ao Senhor vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e eu tirarei do meio de vós as enfermidades.”
Jesus tem poder para curar doenças. A Bíblia diz em Mateus 4:23-24 “E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino, e curando todas as doenças e enfermidades entre o povo. Assim a sua fama correu por toda a Síria; e trouxeram-lhe todos os que padeciam, acometidos de várias doenças e tormentos, os endemoninhados, os lunáticos, e os paralíticos; e ele os curou.”
A cura vem do Senhor. A Bíblia diz em Jeremias 17:14 “Cura-me, ó Senhor, e serei curado; salva-me, e serei salvo; pois tu és o meu louvor.”
Para que possamos nos curar de doenças, devemos seguir os planos de Deus. A Bíblia diz em Tiago 5:14-16 “Está doente algum de vós? Chame os anciãos da igreja, e estes orem sobre ele, ungido-o com óleo em nome do Senhor; e a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai, portanto, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados. A súplica de um justo pode muito na sua atuação.”
Não haverá nenhuma doença no céu. A Bíblia diz em Isaías 33:24 “E morador nenhum dirá: Enfermo estou; o povo que nela habitar será perdoado da sua iniqüidade.”
Muitos nos perguntam: Quando somos atingidos por doenças, isto é sempre alguma provação de Deus ou pecados?
Primeiramente devemos entender que Deus não é responsável pelas doenças. O Senhor nunca coloca uma doença em nós. Ele pode sim permitir que fiquemos doentes, mas não nos torna doentes.
Existem várias causas para a origem das doenças, mas a original é a "entrada do pecado em nosso planeta". Foi o pecado que trouxe as doenças. Mas o que é pecado?
De acordo com I João 3:4, "pecado é a transgressão da lei". O pecado entrou no mundo porque a lei de Deus foi transgredida e isto ocasionou as doenças.
Agora podemos entender melhor o porque da existência das doenças; podemos entender que estas, em sua grande maioria, vêm a nós como uma "conseqüência da transgressão das leis de Deus de saúde" (leis de higiene, etc). Quando ficamos doentes, isto se dá porque não seguimos corretamente as orientações de Deus sobre nosso corpo.
A doença é um esforço da natureza para expelir do corpo as coisas que lhe prejudicam, que lha causassem o mal-estar.
Deus permite muitas vezes que fiquemos doentes por que nós escolhemos isto e, se ao transgredirmos as leis da saúde Deus não impedisse que colhêssemos aquilo que plantamos, estaria nos estimulando á negligência, fazendo com que continuássemos a destruir nosso corpo.
Tem um ditado que diz: "Deus pode transformar uma maldição em uma bênção". Deus pode usar uma doença (que nós colocamos em nosso corpo) e fazer com que esta seja um instrumento de fortalecimento de nosso caráter. Tal provação pode nos ajudar a crescer, voltar para Deus e a aprender a não fazermos mais aquilo de errado que fizemos antes.
Câncer, como evitá-lo?
O câncer pode ser evitado quando seguimos algumas orientações de saúde. Como a alimentação equilibrada, abstendo-nos dos exageros. Por outro lado, mesmo que sigamos todas as regras, tudo direitinho, ainda corremos o risco de ser atingidos por causas desconhecidas (20%), tendência familiar (10%), poluição, infecções por vírus e bactérias (10%), coisas que não temos muito como controlar.

Temos que entender também que existem mais de cem formas diferentes de câncer e que, de cada quatro pessoas no mundo, uma morre de câncer. No Brasil todos os anos aparecem 268 mil novos casos de câncer e cerca de 94 mil pessoas morrem em conseqüência da doença (Instituto Nacional de Câncer). Os tipos mais comuns são: câncer de pele, câncer de pulmão, câncer de estômago, câncer de próstata, câncer de mama, câncer de cólon e reto.

A próstata é a mais cancerosa, mas também é a que, proporcionalmente, mata menos: só 12,5%. No lado das mulheres, a mama é a maior vítima e mata 24,4% das pacientes. Já o câncer de pulmão é feroz: mata 90% dos pacientes. Só o coração mata mais do que o câncer.

Sabe-se hoje que não é tão fácil ter um câncer. Para que um tecido deixe de ser sadio e se transforme em lesão pré-maligna, é preciso repetir a mesma agressão muitas vezes e durante muito tempo. Depois, tem que continuar insistindo para transformar essa lesão pré-maligna em lesão maligna, e finalmente, é necessário persistir no erro, durante um bom tempo, para que esse tumor deixe de ser um localizado e consiga se espalhar pelo corpo. Assim, se em qualquer momento, você muda os hábitos para melhor, pode alterar definitivamente seu destino. É por isso que existe um crescente entusiasmo com as correções da alimentação, do peso, do fumo, do álcool, exercício físico e até do estresse.
Alimentos e hábitos que aumentam o risco de ter câncer – Os mais perigosos são: gorduras de origem animal, carne vermelha, fumo, café, sal em excesso e álcool.
1.Gorduras de origem animal. Aumentam a possibilidade de câncer de mama – o mais comum nas mulheres; câncer de próstata, o mais comum nos homens, e 3,6 vezes mais freqüentes em quem come muita gordura; câncer do intestino grosso – o segundo câncer mais comum nas mulheres e o terceiro nos homens. 
1. Carne. Também está amplamente demonstrado que a carne vermelha aumenta o risco de câncer do intestino grosso. O uso de carne vermelha, ou de aves ou até de peixe, mais de 3 vezes por semana, parece mais do que dobrar o risco de câncer de bexiga . Por isso, mais uma vez Ellen White estava certa quando disse em 1909: “Se a alimentação de carne foi saudável algum dia, é perigosa agora. Constitui em grande parte a causa dos cânceres, tumores e moléstias dos pulmões."
2. Fumo. É disparado a maior causa evitável de câncer. Seus cânceres prediletos são: de pulmão, de lábios, garganta, boca, esôfago, bexiga, pâncreas, leucemias e mielomas. A grande notícia aqui é que vários estudos detalhados mostraram que parar de fumar causa uma diminuição significativa do risco de câncer de pulmão e bexiga, mesmo nas pessoas que fumaram centenas de milhares de cigarros.
3. Café. Aumenta o risco de câncer de intestino grosso e bexiga, nos homens, e muito provavelmente seja responsável por boa parte dos casos de câncer de pâncreas.
4. Comidas muito salgadas. Aumentam o risco de cânceres gastrointestinais, de nariz e de esôfago.
5. Álcool. O consumo contínuo de álcool, mesmo que moderado, aumenta o risco de câncer em vários órgãos. Intestino grosso e reto: “Nos homens, o uso do álcool (especialmente cerveja) está definitivamente associado a um risco maior de adenomas do reto e do cólon”. – Gastroenterology, maio de 1993.
Felizmente, existem muitos alimentos que nos protegem: alimentos que diminuem o risco de câncer. Por exemplo:
De pulmão. Frutas duas vezes ao dia reduzem o risco à ¼. Outros protetores são os alimentos ricos em beta carotenos como cenoura, abóbora, inhame, legumes e verduras amarelos e verdes, e os feijões.
De estômago, esôfago e tubo digestivo: frutas e alimentos ricos em beta carotenos.
De próstata. Tomates, morangos e outros vegetais vermelhos, ricos em licopeno diminuem o risco de câncer de próstata em cerca de 40%. Alimentos ricos em beta carotenos, feijões, ervilhas, lentilhas, feijão-soja. Frutas secas e fibras vegetais também diminuem o risco em cerca de 40%.
De intestino grosso e reto: repolho, brócolis, couve-flor, feijões, ervilhas, lentilhas, feijão-soja.
De mama: repolho, brócolis, couve-flor e os alimentos ricos em beta carotenos.
De pâncreas: feijões, ervilhas, lentilhas, feijão-soja; frutas secas e fibras vegetais; tomates, morangos e outros vegetais vermelhos, ricos em licopeno.
De bexiga, útero e colo do útero: alimentos ricos em beta carotenos.

Conclusão – Comer frutas uma vez por dia reduz o risco geral de câncer a um terço. Duas vezes ao dia reduz o risco a um quarto.Frutas, verduras, legumes e feijões estão em alta. Então, se você não gostava disso, comece a gostar. Eles são capazes de diminuir ou até eliminar o risco de câncer...
BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.