Subscribe:

terça-feira, 30 de outubro de 2012

CONFIANDO EM DEUS...

CONFIANDO EM DEUS...
“O Próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus”. Rm 8.16

A Bíblia nos dá muitos exemplos de pessoas que tinham tal confiança em Deus, que nada podia abalar esta confiança. Nem mesmo as coisas mais absurdas que às vezes Deus exigia. 

Um destes exemplos é Abraão. Deus tinha chamado Abraão para que ele fosse morar em uma terra estranha, a qual ele nem sequer conhecia. Mas Deus não lhe disse qual seria esta terra. Simplesmente mandou que ele se mudasse. Abraão saiu sem saber aonde estava, nem o que ele devia fazer, e nem porque Deus o levava para longe. Contudo Abraão foi como Deus lhe tinha ordenado, confiando que Deus sabia o que fazia. Confiando que Deus o guiaria e no fim mostraria qual era o objetivo da viagem.
Mais tarde, Deus o coloca de novo em prova: diz que ele vai ter um filho, apesar de sua mulher não ter mais condições de ter um filho, em virtude de sua idade avançada. Mas, já que Deus tinha dito isto, Abraão confiou cegamente em Deus, com absoluta certeza de que Deus iria lhe arrumar o filho.
Mas o mais incrível foi que, depois que o filho nasceu, e depois de já ser um menino, Deus exige de Abraão que ele sacrificasse seu filho Isaque. E, vejam a fé de Abraão, novamente ele não duvidou do que Deus estava certo. Em inteira confiança, ele se prontificou a fazer o que Deus tinha exigido dele.
Isto é confiar. Quem dera que nós sempre tivéssemos esta confiança cega e absoluta em Deus. De quantos sofrimentos não ficaríamos livres. Quanto medo e angústias não nos iriam mais atormentar, ao ponto de nos tirarem a tranqüilidade e o sono. Então iríamos saber com Abraão que Deus cuida de nós, assim como prometeu. Se tivéssemos sempre esta confiança de que Deus cuida de todas as nossas necessidades, fiaríamos também livres para pensar mais em Deus e sua igreja, e ainda poderíamos nos dedicar mais às necessidades dos outros.
Se você quer entender melhor o que é confiar, imagine-se fazendo o seguinte. Escolha uma pessoa que você conhece bem e em que você confia. Imagine que esta pessoa está parada atrás de você. Você fecha os olhos, relaxa o corpo e se deixa cair livremente para trás. Se você acreditar que esta pessoa não vai deixá-lo cair de jeito nenhum, então você confia nesta pessoa. Então, o que é confiar? Basicamente, confiar significa entregar-se completamente nas mãos de outra pessoa, acreditando que o outro vai fazer o que prometeu.
Mais ou menos isto é confiar em Deus. Confiar em Deus significa especialmente saber o que o apóstolo Paulo diz em Rm 8.1: “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”. Não se pode confiar em Deus, sem acreditar que através da vida, morte e ressurreição do Filho de Deus, Deus nos aceita, sem nos condenar. De que através de Jesus fomos libertados completamente dos nossos pecados. De que agora somos “filhos de Deus”, conforme diz nosso texto.
Quantas vezes passamos em nossa vida por problemas, os quais vem geralmente da nossa falta de confiança em Deus. Nos preocupamos, porque não confiamos que Deus cuida de nós. Enfrentamos dificuldades, porque não confiamos o suficiente em Deus para pedir todos os dias em oração que ele nos livre dos males. Temos ódio em nosso coração, porque não confiamos o suficiente em Deus para perdoar os que nos ofenderam. Ficamos com problemas de consciência, porque não confiamos tanto em Deus para colocá-lo sempre em primeiro lugar.
A confiança em Deus é fundamental para a nossa vida de cristãos. Sem confiança em Deus não tem graça ser cristão. Quando confiamos realmente em Deus é que podemos viver uma vida de amor. Quando confiamos em Deus conseguimos também ficar livres de seguir o pecado, não precisamos mais fazer tudo que nossa natureza humana inclinada para o pecado nos quer levar a fazer. A confiança em Deus é que faz com que o Espírito Santo possa guiar nossa vida, para obedecermos à vontade de Deus e viver a vida que Deus deseja para nós.
Mais uma vez chegamos à conclusão de que muitas vezes nos falta exatamente esta confiança, esta fé em Deus. Por que será que confiamos tão pouco em Deus? Vamos responder esta pergunta com uma outra, que irá nos ajudar a ter mais fé e confiança. Por que será que podemos confiar em Deus? Acima de qualquer coisa, se quisermos uma prova de que Deus é digno de ter toda a confiança, é só olharmos o que ele fez para mostrar o seu amor por nós: ele deu o seu próprio Filho Unigênito para nós podermos ser salvos. Já que toda a criação tinha sido posta em ruína pelo pecado, ele redimiu e salvou toda a criação. Quer dizer, Deus fez com que seu Filho fizesse com que tudo pudesse novamente ser restaurado. E para quê? Para que nós, homens falhos e pecadores, pudéssemos receber através de todas as coisas a ajuda de Deus, sua bênção e salvação.
E para nos dar ainda maior certeza, ele colocou seu Espírito dentro de nós, pois por nós mesmos não conseguimos nem sequer orar de forma correta. Diz o apóstolo Paulo em Rm 8.26, que “o Espírito nos assiste em nossa fraqueza, porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira com gemido inexprimíveis”.
Podemos ainda confiar em Deus cegamente, até nas coisas mais sofridas, pois ele prometeu (Rm 8.28): “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam” a Deus”. Como no caso de Abraão, que nem sempre, ou quase nunca, sabia porque Deus fazia as coisas, mas confiava que Deus sabia o que fazia e iria fazer tudo bem feito, assim também nós podemos acreditar que os planos de Deus a nosso respeito são sempre os melhores. Muito melhores do que nós poderíamos querer ou imaginar. Mesmo que muitas vezes não sabemos porque Deus nos deixa doentes, ou sem dinheiro, ou com outro problema qualquer, devemos saber que Deus faz tudo para o nosso bem. Porque ele assim prometeu. E nem sequer uma só palavrinha sua falhou até hoje. E jamais vai falhar.

Vejam: se Deus nem sequer poupou seu maior bem, a coisa mais preciosa e amada que tem, seu Filho, mas por nós o entregou, tem ainda algo que Deus não nos queira ou possa dar? Uma vez que Deus nos deu Jesus, o seu maior presente, seguramente nos dará todas as demais coisas de que precisamos.

Então, podemos confiar em Deus cegamente? Sim, podemos. Mas então, porque não confiar? O problema é que a confiança em Deus é muitas vezes abalada por algo dentro de nós, como o fato de que ficamos pensando demais em nós e na nossa força. Ou então a confiança é abalada por algo de fora, como o fato de que outros que nem sequer vão à igreja vão melhores do que nós, tem menos problemas, etc. Ou então uma doença. Ou a morte de alguém…
Por isso cada um de nós deve hoje pedir a ajuda de Deus aqui neste culto, para poder confiar mais em Deus. Diga agora para Deus assim: “Deus, me envia teu Espírito Santo, faça com que ele entre no meu coração, e tire de mim tudo o que atrapalha a fé e confiança que eu quero ter em ti. Me dê força, para não deixar que nada atrapalhe minha confiança em ti. Também faça com que eu sempre procure me lembrar, quando vier a tentação de duvidar de ti ou te esquecer, que eu me lembre de ti, para te pedir então sem perda de tempo mais fé e confiança”! 

Mas não adianta só pedir. Você também tem que assumir de tua parte responsabilidade, de não deixar mais que outras coisas atrapalhem tua confiança. Assuma também você o compromisso de se libertar de tudo que interfere na tua confiança em Deus. Faça um acordo particular entre você e Deus aqui, neste momento, de que você vai passar a confiar mais em Deus. Cada vez mais. Sempre mais.

E você vai ver como a tua vida será mais feliz. Como você vai ser mais abençoado por Deus. Como você vai conseguir melhor resolver teus problemas. Como você poderá viver uma vida com Deus e melhor trabalhar pelo seu Reino. Fé é o que você precisa. Fé e confiança é o que Deus te quer dar. Amém...
BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.