Subscribe:

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

ESTUDO:O QUE É TEOFANIA...


ESTUDO: O QUE É TEOFANIA?
I
O Anjo do Senhor (lit. JEOVÁ) que aparece em diversas passagens do Novo Testamento é comparado com, e no entanto diferenciado, de JEOVÁ. A passagem que melhor descreve esta relação encontra-se em Isaías 63:8-9, onde Deus é chamado de Salvador de Israel, mas é o Anjo da Sua presença que salva Israel. Este Anjo de Deus é geralmente visto pelos primeiros pais da Igreja como o Logos ou a Palavra de Deus (João 1:1), aquele que declarou Deus e cuja glória nós vimos (João 1:14,18; cf João 12:45; 14:9; II Coríntios 4:4-6; Colossenses 1:15; 2:9; Hebreus1:3). Veja-se E. W. Hengstenberg, Cristologia do Velho Testamento, pp. 80-91, 1279-1312 para uma discussão profunda do assunto. Segue uma lista de versículos onde este Anjo/Logos aparece:
    Génesis 16:7-14; 21:17-19; 22:1-2,11-18; 31:11-13 com 28:13 & 35:1,3,7,15;  48:15-16
    Êxodo 3:1-6; 13:21-22 w/ 14:19 & Números 20:16; 23:20-23. Cf Actos 7:30-38
    Números 22:21-35. Cf 22:9,20; 23:3-5,15-16; 24:2,4,16
    Juízes 2:1-5; 6:11-24; 13:2-23
    Isaías 63:8-9
    Oseias 12:3-5. Cf Génesis 32:24-30
    Zacarias 1:7-12: 2:3-5,8-11; 3:1-10; 12:8
    Malaquias 3:1 (mensageiro da aliança = anjo da aliança).
Este Anjo/Logos é primeiramente chamado de Anjo de JEOVÁ (Malak Yahweh), mas também é referido como o Anjo de Deus (Elohim), o Anjo, o meu Anjo e um Anjo. Por vezes, no entanto, essas expressões são utilizadas em outras figuras  (Êxodo 32:34-33:4; Eclesiastes 5:6; Malaquias 2:7; 3:1 ‘o meu mensageiro), e por vezes não é certo se se pretende referir ao Logos ou a um anjo normal (Génesis 24:7,40; Juízes 5:23; II Samuel 24:16-17; I Reis 19:5-7; II Reis 1:3,15; 19:35; I Crónicas 21:11-30; II Crónicas 32:21; Salmos 34:7; 35:5-6; Isaías 37:36; Daniel 6:22).


II
O Logos também apareceu no Venho Testamento em várias formas humanas (Génesis 18:1-19:22; 21:1 com 18:10; 32:24-30; Possua 5:13-6:2; Ezequiel 1:25-2:4; 8:1-4; Daniel 3:25,28; 8:15-16; 10:5-9,16-11:1; 12:6-9; Zacarias 11:4-17; 13:7). O homem que lutou com Jacob  (Génesis 32:24-30) é especificamente chamado de “o Anjo...até JEOVÁ” em Oseias 12:3-5,  o comandante do exército do Senhor (Josué 5:14) é quase certamente o anjo de Êxodo 23:20-23 & Números 22:21-35, e provavelmente todas as figuras que são referidas como o Anjo do Senhor.

III
Também existem outras teofanias, ou manifestações de Deus, no Velho Testamento. Essas não estão associadas a qualquer forma angelical ou humana em particular. Veja-se por exemplo:
    Génesis 12:7; 17:1-22; 26:2,24; 28:13-17; 35:1,9
    Êxodo 19:3,8-25; 20:18-22; 24:1-2,9-18; 29:42-46; 31:18; 32:30-34:11; 34:29-35; 40:34-35
    Números 1:1; 9:15-23; 11:16-17,24-25; 12:4-10; 14:10-14; 16:42; 20:6-7
    Deuteronómio 1:30-33; 4:10-15,32-37; 5:4-5,22-27; 33:2; 34:10
    Job 38:1; 42:5
    Isaías 6:1 com João 12:39-41
    Ezequiel 1:1; 3:23-24; 9:3-4; 10:1-4,18-20; 11:22-23; 43:1-7; 44:4; 48:35
    Amós 9:1
Mais uma vez parece que em muitos desses casos, se não mesmo em todos, Deus apareceu na forma do Seu Anjo. Isto é certo no caso da teofania a Jacob em Betel, pois em Génesis 31:11-13 o Anjo do Senhor diz que Ele é o Deus de Betel a quem Jacob tinha feito um voto em Génesis 28:18-22. Também parece que a presença (literalmente “face”) de JEOVÁ em Êxodos 33:14-15 é outro titulo para o Anjo de Êxodo 23:20-23, pois ambos desenvolvem o mesmo trabalho de liderar Israel para a terra prometida  (cf Deuteronómio 4:37). Mais evidências deste facto vêm da expressão “Anjo da Sua Presença” (lit. “face”). Parece ter sido formado por conjugação de dois nomes e sugere que o profeta inspirado equacionou a “face de JEOVÁ” com “o Anjo em quem está o nome do Senhor (Êxodo 23:21).
IV
A escritura declara que nenhum homem viu ou pode ver Deus (Êxodo 33:20, João 1:18; 5:37; I Timóteo 6:16; I John 4:12,20), excepto, é claro, Jesus (João 6:46). Porém, temos muitas aparições de Deus no Velho Testamento, conforme já referimos e a declaração expressa de Jesus de que aquele que o viu também viu o Pai (João  1:18; 12:45; 14:9). João 12:38-41 expressamente identifica Deus com Jesus em Isaías 6:1. A única conclusão lógica que pode ser retirada de tudo isto é que Jesus, na sua forma pré-encarnada como a Palavra = Logos, também desenvolveu o trabalho de revelar Deus ao Homem no tempo do Velho Testamento. O Logos manifestou-se a si próprio na forma do Anjo, algumas vezes como figura humana, algumas vezes na natureza  (Êxodo 13:21; 20:18-22), e algumas vezes de forma não identificada (e.g., Génesis 17:1,22; 35:9). Porque o Logos é ao mesmo tempo com Deus e é Deus (João 1:1), também pode ser verdade, simultaneamente, que o Homem no Velho Testamento viu Deus e que nenhum homem viu Deus em qualquer altura. Outros aspectos a realçar é que parece que apenas Moisés, de todos os profetas, viu o Pai, embora não literalmente face a face (Êxodo 33:18-23; 34:5-7,29; Números 12:6-8; Deuteronomyio34:10); e no tempo que está para vir nós veremos Deus como Ele é (Job 19:25-27; Salmos 11:7; 17:15; Mateus 5:8; I John 3:2; Apocalipse 22:4).
Estudo Especial de Daniel
   1. O Anjo/Palavra é manifestado como:
         1. Um como o filho dos deuses = O Seu anjo - 3:25,28; 6:22.
         2. O Príncipe Celestial - 8:11,25; cf Josué 5:14.
         3. Um Santo falando - 8:13-14; cf 12:6-7.
         4. Com a aparência de um homem =  um homem vestido com linho - 8:15-16; 10:5-9,16-19; 12:6-7; cf Ezequiel 9-10.
         5. O grande Senhor de Daniel - 10:17 (ver C. 4 abaixo).
         6. O Messias -
            a) Um como o filho do Homem 7:13-14.
            b) Príncipe (nagid) / Ungido 9:24-25.
   2. Miguel é manifestado como:
         1. Parte do fiel Anfitrião Celestial - 8:10-12.
         2. Um dos Príncipes Principais (sar) - 10:13.
         3. O Príncipe de Israel (sar) - 10:21; 12:1; cf Judas 9 & Apocalipse 12:7.
   3. Gabriel é manifestado como:
         1. Parte do Fiel Anfitrião Celestial - 8:10-12.
         2. Um santo que questionou o Anjo - 8:13-14; cf 12:6-7.
         3. O Anjo de Interpretação - 7:16; 8:16-19; 9:21-22; 10:10-15,20-11:1; 12:8-9.
Ele entregou as revelações em 7:17-27; 8:19-26; 9:22-27; 11:2-12:4; 12:9-13.
         4. Senhor menor de Daniel - 10:16b-17,19b; 12:8.
         5. Um dos anjos pelo rio - 12:5-6.
   4. Nota sobre batalha espiritual:
O Príncipe de Israel, Miguel, teve em batalha como Príncipe da Pérsia no primeiro ano de Dário, o Medo (11.1). Gabriel foi enviado para “confirmar e fortalecer Miguel (11.1) em resposta à oração de Daniel (cf. Capítulo 9, especialmente v. 23). O seu apoio, pela análise de 9.1. e 9.20-23 pareceu, primeiramente, destinado a ajudar Daniel a ter entendimento sobre a visão, que neste caso envolveu a entrega da profecia messiânica à humanidade.
Parece que Gabriel ficou sozinho a batalhar os Reis da Pérsia (10:13,21). Daniel orou por ajuda para perceber outra (10:1-3,12),  mas o Príncipe da Pérsia está a evitar que Gabriel chegasse através de Daniel (10:12-13). Deste modo, Miguel veio para a ajuda de Gabriel (10:13), libertando-o de modo que ele pudesse dar a Daniel entendimento do que iria acontecer ao seu povo nos últimos dias  (10:14).
Dois pontos de interesse. Primeiro, o que acontece na terra (oração) move forças celestiais na batalha contra os principados e poderes, e eles, em volta, ministram aos homens (no livro de Daniel primeiramente através de dando entendimento sobre eventos futuros ao povo de Deus e o seu Messias). Em segundo lugar, Gabriel, que é um dos principais guerreiros de Deus contra as forças demoníacas, também tem conhecimento do poder futuro deles e da sua final destruição. Isto deve ter sido de grande consolação para ele à medida que se preparava para uma batalha futura contra os inimigos de Deus.

Estudo Especial em Ezequiel
   1. O Anjo/Palavra
         1. Visões de Deus - 1:1; cf 8:3; 11:24; 40:2.
         2. Glória de Jeová - 3:23; 8:4; 9:3; 10:4, 18-20; 11:22-23; 43:1-7; 44:4.
         3. Uma semelhança como um homem - 1:25-2:4; 8:1-4; 10:20.
         4. O Messias (?) Príncipe (nasi) - 44:2-3, etc. (17 vezes em Ezequiel 44-48); cf 34:24 & 37:25.
      Repara que, a Glória de Jeová e o ser que parece como um homem, estão de facto na mesma figura. Compara 10:20 com 1:26-28.
   2. Duas Figuras Importantes
         1. O homem em Linho Branco - 9:2-4,6,11; 10:2-3,6-7.
         2. O homem cuja aparência era como bronze, o qual guia Ezequiel na volta ao Templo 40:3-4; 42:6; 44:1,4; 46:19-47:12.
   3. Anjos
         1. Os quatro seres viventes = Querubim 1:5-25; 10:1-22.
         2. Os seis anjos destruidores - 9:1-7.
O Anjo no Novo Testamento
Não há menção do Anjo do Senhor nos Evangelhos ou nas Epístolas e apenas uma referencia história em Actos (7:38). É necessário perguntar porque razão uma figura tão destacada no Velho Testamento desaparece subitamente no Novo. A resposta é clara, não desapareceu. Apenas assumiu uma diferente forma. Na Nova Aliança o Anjo do Senhor incarnou como Jesus, o Messias. Todos os atributos e trabalho antes descritos como sendo do Anjo são agora encontrados em Cristo. Através de ambos Deus desenvolve as suas tarefas de redenção, julgamento e revelação.  E não são ambas as pessoas justamente descritas na expressão do escritor de Hebreus: “" o brilho da Sua Glória e a própria imagem da Sua substância
No entanto, o Anjo/Logos reaparece no último livro do Novo Testamento e aqui revela-se em toda a sua glória  (Apocalipse 1:10-4:1; 14:14-16(?); 19:11-21; 22:7,12-20). João equaciona-o, claramente, com as figuras em Ezequiel e Daniel que tinham a aparência de um homem.  Mais à frente é designado como a Palavra de Deus  (19:13), o Filho de Deus (2:18), e como aquele que estava morto e que vive para sempre. Se fosse necessária qualquer outra prova que o Anjo do Senhor é o Logos na sua forma pré incarnada, isto seria suficiente. A descrição de João de “um como o filho do homem” também esclarece que o Anjo é uma pessoa divina – pois ele, como o Pai (1:8), é o Alfa e o Ómega, o Principio e o Fim (22:13)...
BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.