Subscribe:

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

ESTUDO:CRISTOLOGIA -A DOUTRINA DE CRISTO


ESTUDO :CRISTOLOGIA-A DOUTRINA DE CRISTO

01 - QUEM É JESUS CRISTO?
O nome JESUS provém do hebraico "Jeshua" (Jeová salva). A palavra CRISTO provém do hebraico "Massiah" (Ungido). Jesus Cristo é o Filho de Deus, a Segunda Pessoa da Trindade, o Deus Filho, o Verbo que se fez carne e habitou entre nós. Três dias após a Sua morte na cruz, ressuscitou e retornou ao Pai. Jesus é Deus e, como tal, possui os mesmos atributos de eternidade, onisciência, onipotência, onipresença e imutabilidade. Ele próprio se definiu afirmando: "EU E O PAI SOMOS UM". Jesus participou da Criação. (Gênesis 1.16; João 1.3; 21.17; Efésios 1.20-23; Apocalipse 1.8; Isaias 54.5; 9.6).

02 - QUER DIZER QUE JESUS SEMPRE EXISTIU?
Sempre existiu. Como se lê em João, capítulo primeiro: "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus... o Verbo se fez carne e habitou entre nós". Logo, o Verbo, JESUS, no princípio estava com Deus e era Deus. Então, Deus se fez homem e viveu como homem em nosso meio. JESUS sabia que havia saído de Deus e ia para Deus (João 13.3). O próprio Jesus afirmou que voltaria para o Pai e prepararia nosso lugar nos céus (João 14.2-4). Uma das mais objetivas afirmações sobre a eternidade de Jesus está em Isaías 9.6: "Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu. O principado está sobre os seus ombros, e o seu nome será: MARAVILHOSO, CONSELHEIRO, DEUS FORTE, PAI DA ETERNIDADE, PRÍNCIPE DA PAZ".

03 - ALÉM DE SENHOR E SALVADOR, COMO A BÍBLIA APRESENTA JESUS?
Os títulos, nomes e atributos de Jesus são inerentes à Sua Divindade e missão. Vejamos: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz (Isaías 9.6); Porta e Pastor (João 10.10); Luz do mundo (João 8.12); Caminho, Verdade e Vida (João 14.6); Libertador (João 8.36); Videira Verdadeira (João 15.l); Ressurreição e Vida (João 11.25); Adão (1 Coríntios 15.45); Advogado (1 João 2.1); Alfa e Ômega (Apocalipse 1.8; 22.13); Amém (Apocalipse 3.14); Apóstolo da nossa confissão (Hebreus 3.1); Autor da Salvação (Hebreus 2.10); Autor da Vida (Atos 3.15); Autor e Consumador da Fé (Hebreus 12.2); Bem-aventurado e único soberano (1 Timóteo 6.15); Braço do Senhor (Isaías 5.19; 53.1); Cabeça da Igreja (Efésios 1,22); Chefe (Isaías 55.4); Consolação de Israel (Lucas 2.25); Cordeiro de Deus (João 1.29); Criador (João 1.3); Cristo de Deus (Lucas 9.20); Desejado de todas as nações (Ageu 2.7); Deus bendito (Romanos 9.5); Deus Unigênito (João 1.18); Deus (Isaías 40.3); Emanuel (Isaías 7.14); Eu Sou (João 8.58); Filho Amado (Mateus 12.18); Filho de Davi (Mateus 1.1); Filho de Deus (Mateus 2.15); Filho do Altíssimo (Lucas 1.32); Filho do Homem (Mateus 8.20); Filho do Deus Bendito (Marcos 14.61); Glória do Senhor (Isaías 40.5); Grande Sumo Sacerdote (Hebreus 4.14); Guia (Mateus 2.6); Herdeiro de todas as coisas (Hebreus 1.2); Homem de dores (Isaías 53.3); Imagem de Deus (2 Coríntios 4.4); Jesus de Nazaré (Mateus 21.11); Jesus (Mateus 1.21); Juiz de Israel (Miquéias 5.1); Justiça nossa (Jeremias 23.6); Justo (Atos 7.52); Leão da Tribo de Judá (Apocalipse 5.5); Legislador (Isaías 33.22); Mediador (1 Timóteo 2.5); Mensageiro da Aliança (Malaquias 3.1); Messias, o Ungido (Daniel 9.25, João 1.41); Nazareno (Mateus 2.23); Nossa Páscoa (1 Coríntios 5.7); Pão da Vida (João 6.35); Pai Eterno (Isaías 9.6); Pastor e Bispo das Almas (1 Pedro 2.25); Pedra Angular (Salmos 118.22); Poderoso de Jacó ( Isaías 60.16); Poderoso Salvador (Lucas 1.69); Precursor (Hebreus 6.20); Primogênito (Apocalipse 1.5); Príncipe dos Pastores (1 Pedro 5.4); Princípio da Criação de Deus (Apocalipse 3.14); Profeta (Lucas 24.19); Raiz de Davi (Apocalipse 22.16); Redentor (Jó 19.25); Rei dos reis (1 Timóteo 6.15); Rei dos santos (Apocalipse 15.3); Rei dos Judeus (Mateus 2.2); Rei dos séculos (1 Timóteo 1.17); Rei (Zacarias 9.9); Renovo(Isaías 4.2); Resplandecente Estrela da Manhã (Apocalipse 22.16); Rocha (1 Coríntios 10.4); Rosa de Sarom (Cantares 2.1); Santo de Deus (Marcos 1.24); Santo de Israel(Isaías 41.14); Santo servo (Atos 4.27); Santo (Atos 3.14); Semente da mulher (Gênesis 3.15); Senhor da glória (1 Coríntios 2.8); Senhor de todos (Atos 10.36); Senhor Deus (Isaías 26.4); Senhor dos senhores (1 Timóteo 6.15); Siló (Gênesis 49.10); Soberano dos reis (Apocalipse 1.5); Sol da justiça (Malaquias 4.2); Sol nascente (Lucas 1.78); Testemunha fiel (Apocalipse 1.5); Testemunho (Isaías 55.4); Todo-Poderoso (Apocalipse 1.8); Verbo de Deus (Apocalipse 19.13); Verbo (João 1.1); Verdade (João 1.14); Doador do Espírito Santo (Mateus 3.11); Primeiro e Último (Isaías 41.4); Fundamento da Igreja (Mateus 16.18); Onipresente, Onipotente e Onisciente (Efésios 1.20-23; Apocalipse 1.8; João 21.17); Santificador (Hebreus 2.11); Mestre (Lucas 21.15); Inspirador dos profetas (1 Pedro 1.17); Supridor de Ministros à Igreja (Efésios 4.11); Salvador (Tito 3.4-6). Cada nome ou título atribuído a JESUS revela um dos aspectos de Sua natureza e caráter.

04- QUAL O SIGNIFICADO DE "PÁSCOA"?
O termo "páscoa" deriva da palavra hebraica "pesah", que significa passar por cima, pular além da marca ou passar sobre. Quando Deus ordenou ao anjo destruidor que eliminasse todo primogênito na terra do Egito, a casa que tivesse o sinal do sangue do cordeiro, sacrificado para esse fim, não seria visitada pelo anjo. Este passaria "por cima", e o primogênito que ali morasse seria preservado (Êxodo 12.1-36). Os judeus passaram então a celebrar a Páscoa comemorando a saída - e a forma como saíram - do Egito. A partir de Jesus, a celebração da Páscoa foi substituída pela Ceia do Senhor, com o pão e o vinho, em Sua memória. Cristo é a nossa Páscoa, e o Seu sangue, o sangue do Cordeiro de Deus, nos lava e purifica de todo pecado (Lucas 22.1-20; 1 Coríntios 5.7).

05- QUAL O SIGNIFICADO DA EXPRESSÃO "FILHO DO HOMEM"?
Em várias passagens da Bíblia vemos JESUS aplicando a Si próprio o qualificativo Filho do homem (Mateus 17.22; Marcos 9.6). É provável que o título tenha significado messiânico, apontando para Sua condição de Messias. A expressão sugere também a Sua dupla relação: a natureza humana e a divina, cem por cento homem, cem por cento Deus. Como JESUS não descende de Adão, porque não gerado por homem, não se deve dar tradução literal ao termo. Jesus é o Deus Filho que se fez homem.

06- QUAL O SIGNIFICADO DE "SENHORIO DE JESUS"?
Quando em Romanos. 10.9 Paulo nos fala de aceitar Jesus como "Senhor de nossas vidas", implica em que ele passa a ser o nosso dono ou seja Kyrios, cujo significado no grego é o senhor total e completo de nossas vidas. Diante disso devemos fazer como Paulo em Gálatas. 2.20 "Já não sou eu quem vivo mas Cristo vive em mim...".

07- QUEM SÃO OS SANTOS?
Necessário entendermos que há SANTOS VIVOS e SANTOS FALECIDOS. Os SANTOS VIVOS são os que aceitaram a Jesus como Senhor e Salvador (Romanos. 10 9- 10) e perseveram na fé e na obediência à Palavra de Deus (I Coríntios. 1.2; Filipenses. 1.1.). Ser santo é ser separado: separar-se do pecado. Os SANTOS FALECIDOS são, obviamente, os santos que morreram em Cristo (I Tessalonicenses 4.16). A santidade não se dá somente depois da morte. Não podemos julgar quem é ou quem não é santo, quem vive ou quem não vive em santidade.

08-QUEM PODE SER SANTO?
São santos TODOS os filhos de Deus, ou seja, os cristãos regenerados, convertidos ao Senhor, que arrependem-se dos seus pecados ( Romanos. 10.9) Deus convoca todos à santidade ( Hebreus. 12.14) e (1 Pedro 1.16).

09 - POR QUE JESUS MORREU PARA NOS SALVAR?
A humanidade estava condenada porque pecou contra Deus, levando em conta a natureza de pecado herdada do primeiro casal Adão e Eva: "Pois todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus" (Romanos 3.23). Para restabelecer a comunhão de Deus com os homens, o Filho se fez carne, se fez homem, habitou entre nós. O Cordeiro de Deus - JESUS - deixou-se imolar na cruz. Com Seu sacrifício, satisfez a justiça de Deus. Na cruz, Ele pagou a nossa dívida, "riscou o escrito da dívida que havia contra nós... cravando-o na cruz". (Colossenses 2.14). Ele fez a Sua parte. A nossa parte é crer nEle, na Sua morte e ressurreição: "Quem nEle crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, porque não crê no nome do unigênito Filho de Deus". (João 3.18).

10 - A QUEM DEVEMOS ORAR: A DEUS, A JESUS OU AO ESPÍRITO SANTO?
Jesus nos ensinou a orar a Deus Pai. Mas Ele disse: "E farei tudo o que pedirdes em meu nome, para que o Pai seja glorificado no Filho. (João 14.13). Logo, oremos a Deus em nome de Jesus (Mateus 6.6; João 15.16)...

BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.