Subscribe:

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

CASAMENTO EM CANÁ DA GALILEIA...


“ 1 Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, achando-se ali a mãe de Jesus. 2 Jesus também foi convidado, com os seus discípulos, para o casamento.
3 Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm mais vinho. 4 Mas Jesus lhe disse: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.
5 Então, ela falou aos serventes: Fazei tudo o que ele vos disser. 6 Estavam ali seis talhas de pedra, que os judeus usavam para as purificações, e cada uma levava duas ou três metretas.
7 Jesus lhes disse: Enchei de água as talhas. E eles as encheram totalmente. 8Então, lhes determinou: Tirai agora e levai ao mestre-sala. Eles o fizeram. 9 Tendo o mestre-sala provado a água transformada em vinho (não sabendo donde viera, se bem que o sabiam os serventes que haviam tirado a água), chamou o noivo 10 e lhe disse: Todos costumam pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente, servem o inferior; tu, porém, guardaste o bom vinho até agora.
11 Com este, deu Jesus princípio a seus sinais em Caná da Galiléia; manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele.
12 Depois disto, desceu ele para Cafarnaum, com sua mãe, seus irmãos e seus discípulos; e ficaram ali não muitos dias.” (João 2:1-12 RA).

Introdução

Na época de Jesus, os casamentos eram festas que duravam uma semana inteira. Os banquetes eram preparados para muitos convidados. Muitas vezes a cidade toda era convidada. Era um insulto negar um convite para um casamento.
Para acomodar tanta gente assim numa, era necessário um cuidadoso planejamento. Acabar o vinho era algo mais que embaraçoso. Era vergonhoso para o noivo e sua familia. Era um fato que revelava um grave descuido com as regras de hospitalidade.
Aquela festa tinha tudo para terminar de forma desonrosa para o noivo, mas pela providencia de Deus Jesus estava ali, e o desfecho foi diferente.

Desenvolvimento

ST. As principais aplicações João 2:1-12

Jesus sempre estava com pessoas

“1 Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, achando-se ali a mãe de Jesus. 2 Jesus também foi convidado, com os seus discípulos, para o casamento.” (João 2:1-2 RA)
Jesus não rejeitava convites para ir a uma festa, ele sempre procurava estar no meio de pessoas. A partir dos 12 anos, Jesus estava no templo com os doutores da lei. Ele procurava estar, com todos os tipos de pessoas. Com os doutores, com prostitutas, com cobradores de impostos, com oficiais romanos.
Mas, porque Jesus procurava estar sempre entre as pessoas?
Primeiro. A comunhão com as pessoas diminui a intensidade da dor e sofrimento. No Jardim Getsemani, Jesus estava com os seus discipulos. Com eles, Jesus compartilhava as dores e sofrimentos daquele momento.
Segundo. A Bíblia ensina que a comunhão e o bom relacionamento com outras pessoas é saudavel. O salmista em Salmos 133:1: “Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos!”
Terceira. A comunhão com pessoas permite que haja uma troca de experiencias.
Não fomos criados por Deus para sermos seres solitários. No Éden, Deus nos ensina isso, quando Ele dá uma companheira para Adão. Portanto, na comunhão e na unidade com nossos irmãos encontramos forças para vencer os obstaculos.

Não podemos dar ordens a Deus.

3 Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm mais vinho. 4 Mas Jesus lhe disse: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.
Maria tinha um sentimento materno muito grande. Naquele momento ela deixa que sua maternidade domine seus sentimentos. Então como mãe ela vai até Jesus e lhe pede que resolva o problema que estava acontecendo na festa. Maria queria dirigir aquela situação, dizendo a Jesus o que Ele deveria fazer.
Nós tambem, as vezes queremos dizer a Deus o que Ele deve fazer ou como deve agir. As vezes, as pessoas oram como se estivessem dando ordens em Deus. Deus não recebe nossas ordens. Deus não é influenciado por nós. Ele é que dirige e determina tudo que acontece.
A palavra de Jesus naquele momento para Maria é: “4 Mas Jesus lhe disse: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora”. Na Bíblia em linguagem de hoje o verso 4 é traduzido assim: “- não é preciso que a Senhora diga o que eu devo fazer. Ainda não chegou a minha hora”.
Maria estava agindo com sentimento materno com Jesus, mas Jesus é Deus, e Deus sabe o que faz. Jesus sabia a hora exata de agir e seu poder e glória.
Diga ao seu irmão: Jesus sabe a hora exata de agir em tua vida.

Aprenda a obedecer de todo coração

João 2:5: “Então, ela falou aos serventes: Fazei tudo o que ele vos disser.”
Maria entende que naquele momento ela não poderia conduzir a soluçÃo daquela situação com seu sentimento de mãe, e compreende que era preciso obedecer a Cristo. Jesus não era apenas o filho de Maria, era mais que isso, era filho de Deus.
Entao ela diz: “Façam tudo que ele vos disser”. Diga ao seu irmão: “faça também tudo que Jesus mandar”. Este é o segredo de uma vida vitoriosa.
Deus orientou Josué a obedecer no capitulo 1:8 “Não cesses de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido.”
“O segredo do sucesso esta em trilharmos o caminho da obediencia”.


Jesus sempre faz o melhor

Jesus lhes disse: Enchei de água as talhas. E eles as encheram totalmente. 8Então, lhes determinou: Tirai agora e levai ao mestre-sala. Eles o fizeram. 9 Tendo o mestre-sala provado a água transformada em vinho (não sabendo donde viera, se bem que o sabiam os serventes que haviam tirado a água), chamou o noivo 10 e lhe disse: Todos costumam pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente, servem o inferior; tu, porém, guardaste o bom vinho até agora.
Jesus manda que levassem as talhas cheias de água até o mestre sala. quando este prova o conteudo das talhas ele diz: “…tu porem guardaste o bom vinho até agora”.
O melhor estava sendo preparado por Jesus naquela festa. Ele tambem tem o melhor pra nos dar. A melhor bebida foi aquela que foi proporcionada por Jesus.Voce pode hoje não estar experimentando o melhor momento de sua vida, mas pode ter certeza que Deus esta preparando a maior vitória.
Falando ao seu povo no Egito, que estava em escravidão Deus diz em Gênesis 45:20: “…Não vos preocupeis com coisa alguma dos vossos haveres, porque o melhor de toda a terra do Egito será vosso.”

Jesus chega como convidado

João 2:2 Jesus também foi convidado, com os seus discípulos, para o casamento.
Jesus chegou aquela festa como convidado. Jesus não foi chamado como dono da festa, e sim como convidado. Muita gente tem tratado Jesus como um convidado, e não como o dono e anfitrião de suas vidas.
Como anfitrião Jesus assume o comando e a direção total. A festa veio a dar bom resultado mais tarde, porque Jesus passou a ser anfitrião daquela festa e todos fizeram o que Ele mandou.

Conclusão

Qual o objetivo de um milagre? Porque Jesus realiza milagres? Qual a sua intenção? Acho que o verso 11 responde estas perguntas:
“Jesus principiou assim os seus sinais em Caná da Galiléia e manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele.”
Jesus realiza milagres porque deseja que vejamos a sua glória em nossas vidas. Ele realiza milagres para que possamos ver atraves das nossas tribulações, sofrimentos e lutas a sua glória.
Quando a família de Lázaro lamentava a sua morte, Jesus manda lhes dizer em João 11:4: “Esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela.”
BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.