Subscribe:

sábado, 21 de julho de 2012

JONAS, O MISSIONÁRIO FUGITIVO E REBELDE...


JONAS, O MISSIONÁRIO FUGITIVO E REBELDE...

jonas
Viu Deus o que fizeram, como se converteram do seu mau caminho; e Deus se arrependeu do mau que tinha dito lhes faria e não o fez”.
Jonas 3:10
Nínive, seu nome é a transliteração do nome Assírio “Ninus”, um dos nomes da deusa Istar. Era a capital do império assírio. Este foi  império mundial por uns 300 anos,  900-612 a. C.  começou sua elevação à potência universal mais ou menos pela época da divisão do reino Judaico, no fim do reinado de Salomão.
Pouco a pouco absorveu e destruiu o reino do norte de Israel. Nínive, foi fundada por Ninrode ( Gn10:8-10) tinha 4.800 m de extensão e 2.400 de largura e tinha 120.000 habitantes. Com toda uma perversidade sem tamanho, Deus, mesmo assim, usou de misericórdia para com ela.
Nínive ficava à margem oriental do rio tigre, (no norte do Iraque na Mesopotâmia superior)
Jonas foi chamado por Deus para prolongar a vida da nação inimiga que já procedia ao extermínio de seu povo. Não admira que ele fugisse na direção oposta;  foi o receio patriótico de uma máquina militar, bruta e implacável, que estava acometendo o povo de Deus.
Jonas era natural de Gate-Hafer. Viveu no reinado de Jeroboão II ( 782-753 a. C. ) e ajudou a recobrar algum território perdido de Israel. II Rs 14:25
A mensagem de Deus para Jonas profetizar a Nínive era de punição e juízo.
O CHAMADO E A REBELDIA DO PROFETA
“E VEIO a palavra do SENHOR a Jonas, filho de Amitai, dizendo:   Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença. Jonas 1:1-3
Do chamado de Deus a Jonas: “Dispõe e vai… Clama contra ela…”
– Deus chamou Jonas para cumprir uma missão: Pregar arrependimento de pecado a uma nação rebelde.
A rebeldia do profeta: “Porém, Jonas se levantou para fugir da presença do SENHOR para Társis. E descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do SENHOR.” Jn 1:3
Desceu a Jope. Desceu ao navio. Desceu  ao porão do navio. Desceu para a barriga do grande peixe. Desejou a morte sendo lançado no mar.
“Temeram, pois, estes homens ao SENHOR com grande temor; e ofereceram sacrifício ao SENHOR, e fizeram votos.  Preparou, pois, o SENHOR um grande peixe, para que tragasse a Jonas; e esteve Jonas três dias e três noites nas entranhas do peixe.” JN 1:16-17
A disciplina de Deus a Jonas. “ Mas o SENHOR mandou ao mar um grande vento…” JN 1:4-15
Deus agitou o mar. Que agitou o navio. Que aterrorizou os marinheiros.
Pensamento: Quando o servo de Deus resiste ao seu chamado, sofre conseqüência do seu ato de rebelião da parte de Deus. Que foi lançado no mar e engolido pelo grande peixe.
O ARREPENDIMENTO DE JONAS
Jonas submete-se a disciplina do Senhor e compreende que estava sendo tratado por Ele.
Comportamento de Jonas na disciplina:
  • Humilhação e reconhecimento. “E disse: Na minha angústia clamei ao SENHOR, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz.”  JN 2:2
  • Esperança. “E eu disse: Lançado estou de diante dos teus olhos; todavia tornarei a ver o teu santo templo.”  JN 2:4
  • Dependência. “Quando desfalecia em mim a minha alma, lembrei-me do SENHOR; e entrou a ti a minha oração, no teu santo templo.”  JN 2:7
  • Propósito em cumprir a vontade do Senhor. “ Os que observam as falsas vaidades deixam a sua misericórdia.  Mas eu te oferecerei sacrifício com a voz do agradecimento; o que votei pagarei. Do SENHOR vem a salvação.”  Jn  2:8,9
Deus ordena o término da disciplina de Jonas.
“ Falou, pois, o SENHOR ao peixe, e este vomitou a Jonas na terra seca.”  JN 2:10
UM NOVO CHAMADO MISSIONÁRIO DE JONAS
Deus  chama. ( Deus sempre dá novas oportunidades a seus servos)
“E VEIO a palavra do SENHOR segunda vez a Jonas, dizendo:  Levanta-te, e vai à grande cidade de Nínive, e prega contra ela a mensagem que eu te digo”. JN 3:1,2
Jonas obedece. “E levantou-se Jonas, e foi a Nínive, segundo a palavra do SENHOR. Ora, Nínive era uma cidade muito grande, de três dias de caminho.  E começou Jonas a entrar pela cidade caminho de um dia, e pregava, dizendo: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida.” JN 3:3,4
A CONVERSÃO DE NÍNIVE
“E os homens de Nínive creram em Deus; e proclamaram um jejum, e vestiram-se de saco, desde o maior até ao menor.  Esta palavra chegou também ao rei de Nínive; e ele levantou-se do seu trono, e tirou de si as suas vestes, e cobriu-se de saco, e sentou-se sobre a cinza. E fez uma proclamação que se divulgou em Nínive, pelo decreto do rei e dos seus grandes, dizendo: Nem homens, nem animais, nem bois, nem ovelhas provem coisa alguma, nem se lhes dê alimentos, nem bebam água; Mas os homens e os animais sejam cobertos de sacos, e clamem fortemente a Deus, e convertam-se, cada um do seu mau caminho, e da violência que há nas suas mãos.   Quem sabe se se voltará Deus, e se arrependerá, e se apartará do furor da sua ira, de sorte que não pereçamos? JN 3:5-9
Os ninivitas deram ouvindo a voz do profeta, demonstraram através de atitudes transformadoras.
  • Creram. (Fé). Arrependeram-se. ( At 3:19). Jejuaram. (do rei aos animais). Proclamaram conversão. Clamaram.
Deus  muda seu  decreto. “E Deus viu as obras deles, como se converteram do seu mau caminho; e Deus se arrependeu do mal que tinha anunciado lhes faria, e não o fez.”  JN 3:10
O DESAPONTAMENTO DE JONAS E SUA IMATURIDADE
Não aceitando a conversão de Nínive. Discordando da misericórdia de
Deus para com Nínive. Sendo implacável com seus inimigos.
Plantas são mais importantes que vidas para Jonas. (Misericórdia x prazeres carnais).
Uma planta (aboboreira) que trazia sombra a Jonas. Planta fala de vida boa, bonança, descanso, agradar a carne, sonolência. Planta (sombra) é sinal de insensibilidade, de inoperância, de egoísmo, de pecado. “Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado.” Tia 4:17
Quantas vidas estão perecendo enquanto muitos de nós descansamos, ficando longe da vontade soberana de Deus?
Uma planta pode ser algo que nos trás prazer carnal e nos leva longe da vontade de Deus.
Desejo profissional em detrimento ao chamado de Deus pastoral ou missionário. Desejo por uma vida sem sacrifícios, sem dor, sem esforços, enquanto muitas almas estão morrendo e indo para o inferno. Desejo por satisfação pessoal. Que outros me sirvam; mas nunca servir a outros. (oposto de Jesus) “Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos. Marcos 10:45
O procedimento do profeta Jonas nos ensina muito. Quando Deus nos chama para um propósito nobre, temos que obedecer. As conseqüências advirão para atitudes de rebeldia. (descidas)
Para salvar um povo (vidas) e estender sua misericórdia Deus chama seus servos para essa missão. Vidas são mais importantes que plantas e vida de bonança...
BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.