Subscribe:

terça-feira, 24 de julho de 2012

ESTUDO SOBRE O LIVRO DO PROFETA ZACARIAS...


              ESTUDO SOBRE O LIVRO DO PROFETA ZACARIAS

Zacarias é o 38º Livro da Bíblia, sendo o 16º Livro Profético e o 11º Profeta Menor. Zacarias significa “Yaweh se lembra”. Contém 14 capítulos e 211 versículos. 144 versículos, ou 69% do livro, são proféticos. A expressão "oSENHOR dos Exércitos" é usada 53 vezes no livro.
Autor e Data

Zacarias, além de ser um dos profetas pré-exílicos, tambémera sacerdote
Junto com Ageu em 520 a.C., Zacarias encorajava os judeus na obra de reconstrução do templo, que estivera suspensa desde o primeiro ano de Ciro (538 a.C.).

Zacarias era filho de Baraquias e neto de Ido. Esdras se refere a ele como "filho de Ido" (Ed 5.1; 6.14), mas essa divergencia é removida simplesmente supondo-se que Baraquias faleceu antes de Ido, e que Zacarias sucedeu seu avô na liderança do curso sacerdotal de Davi. A referência de Esdras a ele, como filho de Ido, deve ser compreendida no sentido mais geral de descendência.

O ministério de Zacarias se sobrepôs ao de Ageu, mas continuou por muito tempo depois de Ageu parar de profetizar.Como Ageu, Zacarias teve um ministério de encorajamento. É um dos mais messiânicos de todos os profetas do AT, dando referencias distintas e comprovadas sobre a vinda do Messias, Jesus.

Como já dito acima, começou seu ministerio em 520 a.C., dois meses após Ageu haver completado sua profecia. A visão dos primeiros capítulos foi dada, aparentemente, enquanto o profeta ainda era jovem (2.4). Os caps. 7 – 8 ocorrem dois anos mais tarde, em 518 a.C. A referencia à Grécia em 9.13 podem indicar que os caps. de 9 – 14 foram escritos depois de 480 a.C., quando a Grécia substituiu a Pérsia como o grande poder mundial. As profecias que abrangem o Livro de Zacarias foram reduzidas à escrita entre 520 e 475 a.C.

Algo de Zacarias

Os exilados que retornaram à sua terra natal em 536 a.C., sob o decreto de Ciro, estavam entre os mais pobres dos judeus cativos. Cerca de 50 mil pessoas retornaram para Jerusalém sob a liderança de Zorobabel e Josué, o sumo sacerdote. Reconstruíram rapidamente o altar e iniciaram a construção do Templo. Mas, a falta de ânimo se desenvolveu com a oposição dos vizinhos samaritanos, que conseguiram uma ordem do governo persa para parar a construção. Por cerca de 12 anos a construção ficou interrompida pelo desânimo e a preocupação com outras atividades (vide o que Ageu disse).Zacarias e Ageu persuadiram o povo a voltar para o SENHOR e aos Seus propósitos para restaurar o Templo destruído. Zacarias encorajou o povo de Deus indicando-lhes um dia, quando o Messias reinaria de um Templo restaurado, numa cidade restaurada.

O Livro de Zacarias começa com a veemente palavra do SENHOR para o povo se arrepender e se voltar novamente para o seu Deus. O livro está repleto de referências de Zacarias à palavra do SENHOR. O profeta não entrega sua própria mensagem, mas ele, finalmente, transmite a mensagem dada a ele por Deus. O povo é chamado para se arrepender de sua apatia e completar a tarefa que não foi terminada.

Deus assegura ao Seu povo o Seu amor e cuidado por eles, através de oito visões. Elas foram recebidas aos vinte e quatro dias do mês de sebate, no segundo ano de Dario, rei da Pérsia. A erudição mais moderna data as visões em 15 de fevereiro de 520 a.C.
  • visão do homem e dos cavalos (1.8) lembra ao povo o cuidado vigilante de Deus. O SENHOR será, novamente, misericordioso com Jerusalém (1.14, 16-17). A misericórdia de Deus.
  • visão dos quatro chifres e dos quatro ferreiros (1.18-20) traz à memória o julgamento de Deus, primeiro sobre Judá e depois sobre seus inimigos. Aqueles que dispersaram Judá serão derribados (1.21). O julgamento de Deus.
  • Na visão do homem com um cordel de medir, (2.1)existe uma olhada apocalíptica na bela e pacífica cidade de Deus. Deus será um muro de proteção de fogo ao redor de Jerusalém (2.3-5). A cidade de Deus.
  • Josué, o sumo sacerdote (3.4)retrata uma purificação do pecado. O Servo, o Renovo, vem para salvar (3.8-9). A purificação feita por Deus.
  • visão do castiçal todo revestido de ouro entre os vasos de azeite (4.2-3) assegura a Zorobabel que os propósitos de Deus serão cumpridos somente pelo Seu Espírito. O SENHOR dá forças a Israel pelo Seu Espírito (4.6). O Espírito de Deus.
  • rolo voante (5.1) emite o pronunciamento de Deus contra o juramento falso. A desonestidade será amaldiçoada (5.3). O pronunciamento de Deus.
  • visão da mulher num efa (5.6-7) significa a santidade de Deus e a remoção do pecado. A fraqueza será removida (5.9). A santidade de Deus.
  • visão dos quatro carros (6.1) retrata o soberano controle de Deus sobre a Terra. Os espíritos celestiais executarão julgamento sobre toda a Terra (6.5-7). A soberania de Deus.
As visões são seguidas por uma cena de coroação na qual Josué é coroado tanto rei como sacerdote. Isso é poderosamente um simbolismo da vinda do Messias, Yeshua.
Nos caps. 7 – 8, Deus usa a ocasião de uma questão sobre o jejum para reforçar Sua ordem para justiça e juízo, para substituir as formalidades religiosas.
Os caps. 9 – 14 contêm muita escatologia. Sião é restaurada e irradia a glória de seu Rei. Duas mensagens proféticas surgem. A primeira profecia ou peso está nos caps. 9 – 11. Deus irá libertar Seu povo (cap. 9), haverá uma restauração da prosperidade para o povo de Deus (cap. 10), e o Pastor de Israel será inicialmente rejeitado, levando uma grande desolação (cap. 11). A segunda profecia está nos caps. 12 – 14. Novamente, Deus liberta Seu povo, e eles prantearão por Aquele que eles transpassaram (cap. 12). Uma fonte é aberta para a purificação do pecado e da impureza (cap. 13). Então, o SENHOR irá reinar de uma Sião restaurada, como Rei sobre todas as nações (cap. 14).

Enquanto Ageu se concentra nas bênçãos imediatas da reconstrução do Templo, com apenas breves alusões a bênçãos futuras da glória final, Zacarias contém palavras de encorajamento primariamente centradas nas bênçãos finais que virão sobre Israel por meio da Primeira e Segunda Vinda de Cristo.

------------------------------------

-------------------------------------

Nos primeiros seis capítulos, oito visões englobam verdades proféticas próximas e também remotas, relembrando o leitor de que Deus é o Soberano Governante do Seu povo e do mundo. O Servo de Deus, o Renovo, é uma forte predição messiânica de Jesus (Zc 3.8; 6.12).
Os capítulos 9-14 estão cheios de promessas sobre a Segunda Vinda do Messias e um reino mundial, e são as seções mais citadas dos Profetas nas narrativas dos Evangelhos. No Apocalipse, Zacarias é citado mais do que qualquer profeta, exceto Ezequiel.
Zacarias profetiza que o Messias virá como o Servo do SENHOR, o Renovo (3.8), como o homem cujo nome é Renovo (6.12);tanto como Rei como Sacerdote (6.13), e como o verdadeiro Pastor (11.4-11). Ele conta sobre a traição contra Cristo por trinta moedas de prata (11.12-13), Sua crucificação (12.10), Seus sofrimentos (13.7) e Sua segunda vinda (14.14).
A entrada triunfal em Jerusalém é descrita em detalhes em 9.9, quatrocentos anos antes do acontecimento (Mt 21.5; Mc 11.7-10).
O capítulo 11 descreve o Pastor que queria salvar Israel, mas é rejeitado (11.12.13; Mt 26.1; 27.1-10). No capítulo 12, uma futura invasão de Jerusalém durante a Tribulação é previstaseguida pelo arrependimento dos judeus ao contemplarem o Messias em Sua volta, o Messias a quem feriram (12.10; Ap 1.7; 19.11-21), retornando sobre o Monte das Oliveiras do qual Ele ascendeu (14.4). Finalmente, Cristo será Rei sobre toda a terra (14.9-20).
Zc 12.10 é uma dos versículos mais dramáticas das Escrituras proféticas, quando, na maioria dos manuscritos a primeira pessoa é usada: “E olharão para Mim, a quem traspassaram.” Jesus Cristo, pessoalmente, profetizou Sua definitiva recepção pela Casa de Davi. 
----------------------------------------------------

Zacarias 4.6 é o versículo do Antigo Testamento mais citado quando se refere à obra do Espírito Santo. Zorobabel é confortado na segurança de:
1) que a reconstrução do templo não será por força militar ou por proeza humana, mas pelo ministério do Espírito de Deus;
2) que o Espírito Santo removerá cada obstáculo que está no caminho, que impede a conclusão do templo de Deus.

Zc 7.12 traz um triste comentário. Recorda ao povo a sua rebelião contra as palavras do SENHOR entregues pelos profetas. Essas palavras foram transmitidas pelo Seu Espírito.

E vamos mais uma vez falar de 12.10. Só que dessa vez sobre o Espírito Santo. Ele é um dos títulos mais belos para o Espírito Santo encontrado nas Escrituras. A promessa de Deus é de derramar sobre a Casa de Davi e sobre a população de Jerusalém o Espírito de graça e de súplicas. Isso procede imediatamente a sua recepção e o lamento sobre Aquele que eles haviam traspassado. A preparação do coração pelo Espírito Santo sempre antecede a conversão.

A fonte de purificação está aberta para todos que se arrependem e olham para Aquele que foi traspassado por eles (13.1).

Zacarias desafia seus contemporâneos e nos desafia a completar a tarefa que Deus nos deu. Isso acarretaarrependimento por negligenciar a edificação da Casa de Deus. Sob o novo concerto, nós temos de dar de nós mesmos para a restauração e purificação do Templo de Deus, em cada indivíduo e na Igreja como Corpo. A glória de Deus provinda de uma Sião restaurada não é o resultado da engenhosidade humana, mas do ministério renovador do Espírito Santo...

BISPO/JUIZ.PHD.THD.DR.EDSON CAVALCANTE

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.